fbpx

Milhões de brasileiros têm alergia alimentar e reações alérgicas a alimentos todos os anos.

A alergia alimentar tende a aparecer primeiramente em crianças pequenas e são mais comuns em pessoas com histórico na família.

Contudo, cerca de 15% dos indivíduos com alergia alimentar são adultos.

Algumas crianças podem superar certas alergias alimentares à medida que envelhecem, mas muitas dessas intolerancias alimentares perduram por toda a vida.

A alergia alimentar ocorre quando o sistema imunológico do seu corpo reage a uma substância em um alimento (geralmente uma proteína) que seu corpo considera prejudicial.

Isso leva a uma reação em cadeia dentro do corpo.

Os sintomas de alergia alimentar podem ocorrer em minutos e podem ser leves (como coriza ou coceira nos olhos) ou podem ser graves (e até fatais).

Uma intolerância alimentar não é o mesmo que uma alergia alimentar.

Diferentes intolerâncias alimentares têm diferentes causas.

Uma intolerância alimentar ocorre quando seu corpo é incapaz de digerir um determinado componente de um alimento, como a lactose, por exemplo (um açúcar encontrado no leite).

Saiba Mais: O Que É Intolerancia a Lactose

Os sintomas de intolerância podem ser desagradáveis, incluindo cólicas abdominais ou diarreia (contudo, não são fatais).

alergia alimentar

Alergia Alimentar Sintomas

Tenha em mente que o sistema imunológico do corpo busca por tentar manter você saudável – lutando contra infecções e outros perigos para a boa saúde.

Uma reação de alergia alimentar ocorre quando o sistema imunológico reage exageradamente a um alimento ou substância, identificando-o como um perigo e desencadeando uma resposta protetora.

Embora as alergias tendam a ocorrer entre famílias (hereditário), é impossível prever se uma criança herdará a alergia alimentar dos pais.

Algumas pesquisas, no entanto, sugerem que os irmãos mais novos de uma criança com alergia a amendoim, por exemplo, também serão alérgicos a amendoim.

Os sintomas de uma alergia alimentar podem variar de leves a graves.

Só porque uma reação inicial causa poucos problemas não significa que todas as reações serão semelhantes; um alimento que desencadeou apenas sintomas leves em uma ocasião pode causar sintomas mais graves em outra ocasião.

A reação alérgica mais grave é a anafilaxia – uma reação alérgica com risco de vida que pode prejudicar sua respiração, causar uma queda drástica na pressão arterial e afetar a frequência cardíaca.

A anafilaxia pode surgir minutos após a exposição ao alimento desencadeador da alergia alimentar.

Pode ser fatal e deve ser tratada imediatamente com uma injeção de epinefrina (adrenalina).

Os sintomas de uma reação alérgica podem envolver a pele, o trato gastrointestinal, o sistema cardiovascular e o trato respiratório.

Eles podem surgir de uma ou mais das seguintes maneiras:

  • Vômitos e / ou cólicas estomacais
  • Urticária
  • Falta de ar
  • Respiração ofegante
  • Tosse repetitiva
  • Choque ou colapso circulatório
  • Garganta rouca;
  • Dificuldade em engolir
  • Inchaço da língua (afetando a capacidade de falar ou respirar)
  • Pulso fraco
  • Pele pálida ou azulada
  • Tontura ou sensação de desmaio
  • Anafilaxia – uma reação potencialmente fatal que pode prejudicar a respiração;

As reações podem afetar simultaneamente diferentes partes do corpo (por exemplo, uma dor de estômago acompanhada por uma erupção na pele)

A maioria dos sintomas relacionados à comida ocorre dentro de duas horas após a ingestão – frequentemente, eles começam dentro de minutos.

Em alguns casos muito raros, a reação pode demorar de quatro a seis horas ou até mais.

Gatilhos da Alergia Alimentar

Uma vez diagnosticada uma alergia alimentar, o tratamento mais eficaz é evitar o “alimento-gatilho”.

Os alimentos mais associados à alergia alimentar são:

  • Leite
  • Ovos
  • Amendoim
  • Peixes e mariscos

Pessoas alérgicas a um alimento específico também podem potencialmente ter uma reação a alimentos relacionados.

Pessoas alérgicas a camarão podem reagir a caranguejos e lagostas.

Alguém alérgico a amendoim pode ter problemas com nozes, amêndoas, castanhas.

Aprender sobre os padrões de reatividade cruzada e o que deve ser evitado é uma das razões pelas quais as pessoas com alergia alimentar devem receber cuidados de um profissional.

Alergia Alimentar e Intolerancias: Veja Sintomas Tratamentos 1 BR da Nutrição | Consultoria Fitness Online

Determinar se você tem reatividade cruzada não é fácil. O teste de alergia para muitos itens na mesma “família” pode não ser específico o suficiente – muitas vezes, esses testes são positivos, devido ao quão semelhantes dois itens alimentares em uma “família” podem parecer para o teste.

Se você já tolerou bem no passado, um alimento que teoricamente apresenta reatividade cruzada pode não precisar ser evitado.

Os testes negativos podem ser muito úteis para descartar uma alergia.

Já No caso de testes positivos para alimentos que você nunca comeu, mas que estão relacionados a itens aos quais você teve uma reação alérgica, um “desafio alimentar oral” é a melhor maneira de determinar se o alimento representa um perigo ou não.

Tipos de alergia alimentar

Mais de 160 alimentos são conhecidos por causar alergias alimentares.

No entanto, oito alimentos são responsáveis ​​por 90% de todas as reações alérgicas relacionadas a alimentos nos brasileiros:

  • Leite
  • Ovos
  • Amendoim
  • Nozes (incluindo amêndoas e caju)
  • Peixes (incluindo salmão, bacalhau, atum e tilápia)
  • Mariscos (incluindo camarão, lagosta e caranguejo)
  • Soja
  • Trigo

Certas sementes, incluindo sementes de gergelim e mostarda, também são desencadeadores comuns de alergias alimentares e consideradas um dos principais alérgenos em alguns países.

Como comer bem tendo alergia alimentar?

Pessoas com alergia alimentar precisam evitar determinados alimentos que as deixam doentes e com sintomas.

Os alimentos que provocam alergias alimentares podem ser preparados nas mesmas superfícies ou com os mesmos utensílios que os ingredientes não causadores de alergia.

Assim, por meio do contato cruzado, um alérgeno alimentar pode se infiltrar no que, de outra forma, poderia ser um alimento seguro.

Se você tem alergia alimentar, converse com quem está fazendo sua comida para informá-lo de sua alergia e peça a ele que tenha um cuidado especial ao prepará-la.

Informe seus colegas de trabalho sobre suas alergias.

Algumas pessoas estão familiarizadas com as alergias alimentares e sabem o que fazer se uma pessoa tiver uma reação alergica negativa.

Siga estas dicas abaixo se você tiver alergia alimentar ou intolerância.

  • Primeiramente, converse com um nutricionista especialista em alergias alimentares.

Isso pode ajudá-lo a entender quais alimentos e bebidas são seguros para serem consumidos e a melhor forma de evitar itens que podem causar uma reação alérgica negativa.

Quando alimentos ou um grupo de alimentos (laticínios, por exemplo) precisam ser evitados, seu plano alimentar pode carecer de nutrientes importantes, como certas vitaminas e minerais.

Um nutricionista especialista em alergias alimentares pode ajuda-lo a garantir que você obtenha a nutrição necessária para sua saúde e estilo de vida.

  • Aprenda sobre os ingredientes dos alimentos

Ovos, trigo, leite e outros alérgenos alimentares são frequentemente chamados por outros nomes.

Para ajudar a evitar os principais alérgenos alimentares, a Anvisa determinou que as empresas de alimentos especifiquem nos rótulos dos produtos se algum dos oito principais alérgenos alimentares estão contidos no alimentos ou bebidas.

Um nutricionista especialista em alergia alimentar pode orientá-lo sobre como ler a lista de ingredientes em um rótulo de informações nutricionais.

  • Leia os rótulos com atenção
    Os fabricantes podem alterar os ingredientes dos produtos sem aviso prévio, portanto, verifique as listas de ingredientes sempre que comprar um alimento ou bebida, mesmo que você já esteja habituado a compra-lo.

Obs.: Cosméticos e produtos de beleza também podem conter alérgenos comuns, como leite, ovo, trigo e nozes.

Diagnosticando Alergias Alimentares

Uma alergia alimentar geralmente causa algum tipo de reação toda vez que o alimento desencadeador é ingerido.

Os sintomas de alergia alimentar podem variar de pessoa para pessoa, e você nem sempre pode sentir os mesmos sintomas durante todas as reações.

As reações alérgicas aos alimentos podem afetar a pele, o trato respiratório, o trato gastrointestinal e o sistema cardiovascular.

É impossível prever a gravidade da próxima reação, e todos os pacientes com alergia alimentar devem ser cuidadosamente aconselhados sobre o risco de anafilaxia, uma reação potencialmente fatal que é tratada com epinefrina (adrenalina).

Embora as alergias alimentares possam se desenvolver em qualquer idade, a maioria aparece na infância.

Se você suspeitar de uma alergia alimentar, consulte um profissional, que fará seu histórico médico e familiar, decidirá quais exames realizar (se houver) e usará essas informações para determinar se existe uma alergia alimentar.

Para fazer um diagnóstico, os alergistas fazem perguntas detalhadas sobre seu histórico médico e seus sintomas.

Esteja preparado para responder a perguntas sobre:

  • O que e quanto voce comeu
  • Quanto tempo demorou para os sintomas se desenvolverem
  • Quais sintomas você experimentou e quanto tempo eles duraram.

Depois de fazer seu histórico, o profissional da saude pode solicitar testes cutâneos e / ou exames de sangue, que indicam se os anticorpos da imunoglobulina E (IgE) específicos para alimentos estão presentes em seu corpo.

Os testes cutâneos fornecem resultados em cerca de 20 minutos.

Um líquido contendo uma pequena quantidade do alérgeno alimentar é colocado na pele do braço ou nas costas.

Sua pele é picada com uma pequena sonda estéril, permitindo que o líquido se infiltre sob a pele.

O teste, que não é doloroso, mas pode ser desconfortável, é considerado positivo se uma pápula (semelhante à protuberância de uma picada de mosquito) se desenvolver no local onde o alérgeno suspeito foi colocado.

Como controle, você também receberá uma picada na pele com um líquido que não contém o alérgeno; isso não deve provocar uma reação, permitindo a comparação entre os dois locais de teste.

Os exames de sangue, que são um pouco menos exatos do que os exames cutâneos, medem a quantidade de anticorpos IgE para o(s) alimento(s) específico(s) sendo testado(s).

Os resultados geralmente ficam disponíveis em cerca de uma semana e são relatados como um valor numérico.

Seu alergista usará os resultados desses testes para fazer um diagnóstico.

Um resultado positivo não indica necessariamente que haja uma alergia, embora um resultado negativo seja útil para descartá-la.

Em alguns casos, um alergista recomendará um “desafio alimentar” oral, que é considerado a forma mais precisa de fazer um diagnóstico de alergia alimentar.

Durante esse desafio alimentar oral, que é conduzido sob estrita supervisão médica, o paciente é alimentado com pequenas quantidades do alimento desencadeante suspeito em doses crescentes durante um período de tempo, seguido por algumas horas de observação para ver se uma reação ocorre.

Este teste é útil quando a história do paciente não é clara ou se os exames de pele ou sangue são inconclusivos. Também pode ser usado para determinar se uma alergia foi superada.

Devido à possibilidade de uma reação grave, um teste oral de alimentos deve ser conduzido apenas por alergistas experientes em um consultório médico ou em um centro de testes de alimentos, com medicamentos e equipamentos de emergência em mãos.

Como um Nutricionista Especialista em Alergias Alimentares pode te ajudar?

Alergias alimentares e intolerâncias, às vezes conhecidas como hipersensibilidade a alimentos em crianças e adultos. Veja agora como os nutricionistas especialistas em alergias alimentares podem te ajudar:

Se você ou sua família tem alergia alimentar, certos nutricionistas podem ajudá-lo a comer melhor e de forma segura.

Eles também podem ajudá-lo a detectar quando você tem uma alergia alimentar ou hipersensibilidade.

Alguns nutricionistas especialistas em alergias alimentares pesquisam novas maneiras de encontrar e gerenciar essas alergias.

Tais profissionais podem ajudar qualquer pessoa com alergia alimentar, ou sua família – desde bebês a pessoas mais velhas (idosos).

Funciona da seguinte forma…

O nutricionista especialista em alergia alimentar é alguém expert em alergias e intolerâncias alimentares.

Eles trabalharão em conjunto com outros profissionais ao seu redor (exemplo: médicos, cozinheiros e outros) para garantir que você (ou aquele com alergia alimentar) receba o diagnóstico e o tratamento necessário.

Seu nutricionista também pode ajudá-lo a planejar os melhores alimentos para comprar e preparar para você e sua família.

Foi o caso do atleta Alef Saldanha, que procurou nossos serviços por conta de ter alergia alimentar e lhe entregamos um cardapio exclusivo para sua condição.

paciente com alergia alimentar
Alergia Alimentar e Intolerancias: Veja Sintomas Tratamentos 2 BR da Nutrição | Consultoria Fitness Online

Tags: | |

Sobre o Autor

Bruno Rodrigo "BR" (da Nutrição)
Bruno Rodrigo "BR" (da Nutrição)

Bruno Rodrigo "BR", quando jovem, era um "gordinho" inseguro e só queria ter a tal "barriga tanquinho". Desde então, ele vem pesquisando sobre nutrição e exercício físico há mais de 11 anos. Morou por anos no Canada e lá se profissionalizou estudando a fundo as mais avançadas estratégias nutricionais. Fundou em 2019 a "BR da Nutrição", uma empresa especializada em emagrecimento e ganho de massa muscular que tem revolucionado e transformado a vida de milhares de pessoas. Hoje, sua missão é ajudar o máximo de pessoas possível a alcançarem o corpo que desejam, o peso ideal e a máxima saúde. Para saber mais sobre sua historia, clique aqui.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Este site utiliza Cookies e Tecnologias para melhorar sua experiência. Ao utilizar nosso site BR da Nutrição, você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.