fbpx
nutrição e dengue - cha verde e silimarina
Descubra neste artigo como a nutrição e dengue estão relacionados

Quer saber como a Nutrição e Dengue estão relacionadas? Como a Silimarina pode ajudar nessa questão? Vantagens do chá verde? Então, leia o texto abaixo.

A infecção, causada pelo vírus da Dengue, ainda é um grande problema de saúde pública no Brasil e no mundo.

A dengue é uma doença transmitida por picadas de insetos. Seu principal transmissor é o mosquito Aedes aegypti.

Os sintomas geralmente começam a surgir depois de 3 a 14 dias após a infecção. Dentre eles, os principais são:

  • febre alta,
  • dores musculares e articulares,
  • vômito,
  • dor nos olhos,
  • falta de apetite,
  • dor de cabeça e
  • manchas vermelhas pelo corpo (erupção cutânea característica).

Segundo o Ministério da Saúde, no nosso país foram registrados quase 600 mil casos esse ano. Além disso, a taxa de letalidade, referente doença, mais que dobrou em relação ao ano passado.

Para tratamento farmacológico, os medicamentos anti-virais específicos para a Dengue ainda se encontram indisponíveis. (até a data de hoje do artigo, 26/08/2019, quem sabe no futuro?!)

Contudo, algumas plantas e derivados vegetais parecem ter um papel eficaz na prevenção do vírus – além de impedir sua evolução.

Um exemplo é a Epigalocatequina, um flavonóide altamente disponível no CHÁ VERDE.

Chá Verde no Combate à Dengue

Chá verde combate a dengue
Chá verde no combate a dengue

Nutrição e dengue. Uma das bebidas mais consumidas no mundo (junto com nosso querido café) é o chá.

Principalmente o chá verde, por ser conhecido na contribuição ao emagrecimento.

Estudos mostram que há alta concentração de flavonóides e uma relação inversamente proporcional entre o consumo e o risco de doenças degenerativas, como por exemplo, o câncer (MATSUBARA; RODRIGUEZ-AMAYA, 2006).

O chá é considerado alimento funcional que se consumido diariamente pode trazer benefícios fisiológicos e específicos, graças aos seus componentes ativos (HAN et al., 2004).

Como dito, o chá verde pode auxiliar na perda de peso (emagrecimento), pode prevenir doenças cardiovasculares e doenças neurodegenerativas (como o Alzheimer), entre outros benefícios.

Rico em antioxidantes, o chá verde pode melhorar funções cerebrais, perda de gordura corporal e previne o câncer.

Foram feitas pesquisas observando que os polifenóis presentes no chá verde apresentam bioatividades importantes em certas patologias como:

  • diabetes, (3)
  • cardiopatias (doenças do coração), (4)
  • infecções virais (gripes e resfriados),
  • inflamações e
  • doenças degenerativas – como o câncer e o envelhecimento precoce.

VANTAGENS DO CHÁ VERDE (Nutrição e Dengue)

  • Melhora da Saúde: há grande quantidade de polifenóis presente no chá. Essas substâncias diminuem a inflamação e o risco de câncer.

Inclui, também, uma catequina chamada Epigalocatequina Galato (EGCG), poderoso antioxidante que ajuda a prevenir danos às células, além de reduzir a formação de radicais livres no organismo e proteger as moléculas do envelhecimento e outras doenças.

percentual de inibição do virus por dose de epigalocatequina. cha verde no combate a doenças. Nutrição e Dengue
percentual de inibição do virus por dose de epigalocatequina – vantagens do chá verde
  • Melhora da função cerebral: por conter estimulantes (cafeína), o chá verde é capaz de deixar a pessoa mais alerta e focada – ou seja, melhora o desempenho cognitivo.

Ele também contém L-teanina, aminoácido que proporciona efeitos ansiolíticos (ajudam a diminuir a ansiedade), aumentando os níveis de dopamina no cérebro.

  • Emagrecimento: vários são os estudos (1) mostrando que o chá verde pode aumentar a queima de gordura e acelerar o metabolismo, além de acrescentar para a oxidação da gordura corporal em cerca de 17% (2)
  • O chá verde é rico em vitamina K, nutriente importantíssimo para a coagulação sanguínea.

Ao menos 12 catequinas (compostos polifenólicos) foram identificadas em infusões do chá verde (ZEEB et al., 2000) – inclusive a Epigalocatequina (EGC).

células infectadas com o virus associada a doses de epigalocatequina. Nutrição e Dengue
Epigalocatequina Galato (EGCG) poderoso antioxidante que combate danos às células.
  • Diminui as chances de desenvolver vários tipos de câncer: Diversas são as pesquisas mostrando que há um menor risco de se desenvolver câncer consumindo o chá verde, devido a presença de antioxidantes – que exercem efeito protetor das células.

O câncer é o nome dado a inúmeras doenças relacionadas. Em todos elas, as células do corpo começam a se dividir ininterruptamente e a se espalhar pelos tecidos em volta.

Muitos tipos de câncer formam tumores sólidos – que são massas de tecidos.

Essa pesquisa , por exemplo, observou mais de 5 mil mulheres que consumiram, durante 9 anos, chá verde e apresentaram de 20 a 30% menos riscos de desenvolver a doença.

Já no caso dos homens, esse estudo mostrou que japoneses, entre 40 e 69 anos, que consumiam chá verde tiveram uma queda pela metade das chances de desenvolver o câncer mais comum entre a população masculina: o câncer de próstata.

Nutrição e dengue. Evidências indicam que a ingestão rotineira de antioxidantes, principalmente os compostos fenólicos, é capaz de retardar o aparecimento destas doenças (HAN et al., 2004).

  • Diminuição do risco de infecções: As catequinas que existem no chá verde têm o poder de combater e eliminar bactérias. Além de inibir o crescimento de viroses como a da influenza, diminuindo o risco de infecções (5)

Um estudo recente, deste ano, (Muhareva et al., 2019) mostrou que o composto presente no chá verde INIBIU a infecção pelo vírus da dengue INDEPENDENTEMENTE DO SOROTIPO INFECTANTE, exercendo seu potencial anti-viral, principalmente no estágio inicial da infecção – provavelmente exercendo uma interação direta com os vírions*.

* Vírions compreendem partículas virais completas, apresentando um alto caráter infeccioso. É constituída por DNA ou/e RNA. Está presente em cada família de vírus mostrando-se diversas características e formas.


SILIMARINA no Combate à Dengue

Nutrição e dengue. Um estudo de revisão publicado em abril deste ano trouxe um apanhado de evidências a respeito da SILIMARINA e sua atividade antiviral contra Dengue, Gripe, Chukungunya, HIV, hepatite dentre outros.

ação da silimarina sobre virus
SILIMARINA e sua atividade antiviral contra Dengue, Gripe, Chukungunya, HIV, hepatite dentre outros.

A silimarina é extraída de uma planta, usada à centenas de anos como uma maneira natural de tratar doenças do fígado e da vesícula biliar.

Ela é considerada um poderoso antioxidante e anti-inflamatório. A silimarina impede, também, que as toxinas do fígado se liguem com as células do corpo, combatendo os radicais livres.

Além de ajudar na questão de inflamações e promover reparação das células, a silimarina ainda pode atenuar sintomas de doenças do fígado como cirrose, câncer de fígado, icterícia (cor amarelada na pele ou nos olhos) e doenças hepática gordurosa.

EFEITOS COLATERAIS DA SILIMARINA (Nutrição e Dengue)

Em geral, é muito seguro toma-la nas doses recomendadas. Porém, algumas pessoas podem experienciar náuseas, gases, diarreia, perda de apetite, dores de cabeça ou coceira.

Pessoas com diabetes também devem consultar seu médico antes de iniciar o tratamento com essa substância, devido à diminuição da glicemia (açúcar no sangue).

Quem Não Pode Tomar?

Importante: Não consumir silimarina se você tiver câncer de mama, uterino ou ovário; endometriose; ou miomas uterinos.

Pois, a Silimarina é um receptor agonista seletivo do estrogênio (ERbeta) e pode ter ou não efeitos estrogênicos relacionados (4). Então, se estiver grávida ou amamentando, converse com seu médico antes.


Apesar de ser facilmente encontrada para comprar no Brasil, a Silimarina sofre de baixa solubilidade quando ingerida de maneira isolada por humanos.

Dessa forma, é necessário uma combinação com algo lipossolúvel para melhorar a disponibilidade para o nosso organismo. O que torna interessante o auxílio de um nutricionista para ajustar a viabilidade dessa estratégia.

Texto por: Silverio Neto

 silverio neto

Siga nosso parceiro no Instagram, para mais conteúdos do tipo, CLIQUE NO BOTÃO ABAIXO:

instagram silverio neto

Contribuição: Bruno Rodrigo
Nutrição e dengue.

Ref.: Molecules 2019, 24, 1552; doi:10.3390/molecules24081552, Archives of Virology https://doi.org/10.1007/s00705-018-3769-y
https://www.webmd.com/hepatitis/milk-thistle-liver



Tags: | |

Sobre o Autor

Bruno Rodrigo "BR" (da Nutrição)
Bruno Rodrigo "BR" (da Nutrição)

Bruno Rodrigo "BR", quando jovem, era um "gordinho" inseguro e só queria ter a tal "barriga tanquinho". Desde então, ele vem pesquisando sobre nutrição e exercício físico há mais de 11 anos. Morou por anos no Canada e lá se profissionalizou estudando a fundo as mais avançadas estratégias nutricionais. Fundou em 2019 a "BR da Nutrição", uma empresa especializada em emagrecimento e ganho de massa muscular que tem revolucionado e transformado a vida de milhares de pessoas. Hoje, sua missão é ajudar o máximo de pessoas possível a alcançarem o corpo que desejam, o peso ideal e a máxima saúde. Para saber mais sobre sua historia, clique aqui.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Este site utiliza Cookies e Tecnologias para melhorar sua experiência. Ao utilizar nosso site BR da Nutrição, você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.