fbpx
rafael brandao o que os bodybuilders comem
Rafael Brandão mostra como e o que os bodybuilders comem IG @rafaelbrandaoclassic

O que você precisa comer está na feira, não no supermercado!

Você sabe o que os bodybuilders comem? Então fique ligado neste artigo para saber.

Olá pessoal. Victor Simões falando com vocês novamente. Vou mostrar agora o que os bodybuilders comem.

Durante mais de dez anos acompanhando o esporte, assisti inúmeros vídeos, documentários, li muitos artigos e frequentei muitos fóruns buscando saber a respeito do que os atletas fazem, e principalmente o que e como comem.

Portanto, nessa série de posts, comentarei sobre quais alimentos fazem parte da rotina de um bodybuilder e por que eles comem tais coisas. Então, vamos lá!

Nessa parte 1, farei algumas observações em relação à oferta e aquisição dos alimentos, sobre o que os bodybuilders comem, destacando algumas variedades de cada tipo de alimento que encontramos pelo mundo.

Farei isso, pois quando assistimos vídeos, relatos e dietas de alguns atletas, observamos alimentos que não temos aqui no Brasil.

E muitas vezes, vemos alimentos caríssimos no mercado que são caros por serem importados (ou apenas por serem “modinha”) e são facilmente substituíveis por alimentos locais mais baratos.

O que os bodybuilders comem?

Vídeo motivacional que resume sobre o que é ser um bodybuilder

Europa; América do Norte e do Sul; Oriente Médio; e países do Oriente:

Cada região e país tem sua particularidade na oferta de vegetais, frutas, cereais, pães, carnes, óleos, etc.

Arroz branco, batatas, frango e ovos é unanimidade: todo o mundo consome!

Mas vejamos algumas diferenças regionais:

  • Nos países desenvolvidos, por exemplo, é muito mais barato comprar claras de ovos pasteurizadas no supermercado. Já no Brasil ainda é muito caro.
  • Nos EUA, as carnes bovinas são oferecidas de acordo com seu teor de gordura – e não por partes do boi. Sabendo dessa informação, facilita muitos mais a compra e adequação à dieta.

Lá, também, encontramos a deliciosa, nutritiva e magra carne de peito de perú. Já aqui no Brasil, ela é vendida como um produto embutido carregada de sódio e químicos.

Turkey breast. peito de peru. bodybuilders comem isso. proteina de qualidade e barata
“Turkey breast” muito famoso e consumido lá fora.

Também encontramos maior variedade de carnes de porco magras, conhecidas como “pork“. Inclusive, temos carnes de frango, boi e porco vendidas como “frios” nos mercados.

  • Nos países da Europa e Oriente Médio, encontramos muitas diferenças com relação ao resto do mundo, pois são regiões previamente habitadas por povos que há muitos séculos estão lá e acostumados com sua cultura local.

A oferta de castanhas e azeites é muito maior; porco; peixes de águas frias e salgadas – o bacalhau, por exemplo, que no Brasil é caríssimo, lá é barato.

Há também uma grande variedade de pães. O “Ezequiel bread” é muito consumido por atletas europeus – e sua receita é datada/feita há séculos (de tempos bíblicos, por sinal).

Frutas como damasco, tâmara e figo, que são caríssimas no Brasil, podem ser facilmente encontradas na Europa.

  • No Brasil, EUA, Canadá e demais regiões; Países com grande extensão territorial, encontramos grande oferta de produtos derivados de animais criados em pastos – como a vaca, o boi e o búfalo, por exemplo.

Mas no Japão e países menores, a carne desses animais é muito cara, pois são locais que, literalmente, não sobra espaço para criar esses animais.

Isso também é relacionado ao consumo de leite de vaca. Consequentemente, associado à intolerância à lactose da população.

intolerância a lactose

Perceba, países que consomem muito leite tem menor índice de intolerância à lactose. Isso é nosso organismo se adaptando ao nosso consumo.

Pense bem: Se na Holanda é consumido em grande quantidade tanto leite como o queijo, deveria haver muitas pessoas intolerantes, não é mesmo?! Mas, a realidade é que não há.

Diferentemente do Japão, em que o consumo de laticínios é baixa e o número de intolerantes é maior.

O que os bodybuilders comem?

O acesso à produtos industrializados, de todo e qualquer tipo, é muito maior nos países mais desenvolvidos.

Isso é algo que nos induz a erros alimentares devido a facilidade de acesso e consumo. É a globalização.

Quer uma dica?! Independente do país em que você estiver agora, se quiser comer bem com o mínimo de produtos químicos, vá a uma feira local mais próxima conhecer os alimentos típicos e fazer suas compras.

feira local. é o lugar onde voce encontrara produtos de qualidade para aderir a sua dieta. local muito frequentado pelos bodybuilders

Tenho certeza que tudo o que você precisa comer (exceto as carnes), você encontrará lá!

Aqui vai outra dica: Está em um país diferente e quer comprar frutas?! Veja quais delas se desenvolvem de acordo com o clima e solo da região.

Por exemplo, moramos em uma região tropical, então temos grande oferta de frutas tropicais (banana, abacaxi, acerola, goiaba, coco, manga, mamão, etc.) o ano todo.

Mas se for uma região fria, temos frutas que crescem de forma farovável à essa condição, como por exemplo, o morango, o abacate, o caqui, o figo, a maçã, dentre outras.

É claro que, com a tecnologia de produção agrícola, encontramos todas essas frutas o ano todo, porém, o “pulo do gato” é que na época específica delas, o preço cai e fica mais “em conta”, mais fácil acesso e de achá-las.

Então, por enquanto é isso. Essa foi a introdução do tema sobre ALIMENTAÇÃO e o que os bodybuilders comem.

Agora que entendemos que cada região tem sua variedade de alimentos, vamos entrar e entender mais a fundo o que é consumido pelos bodybuilders no mundo todo.

Gostou? Não gostou? Críticas e sugestões; basta comentar logo abaixo!

Grande abraço,

Victor Simões.

victor simoes bodybuilder
🎓 Graduando Nutrição
🎓 Pós-graduado Nutrição e Fisiologia do Exercício

Não se esqueça de nos seguir nas redes sociais.

Caso você tenha interesse em acompanhar a ROTINA de um atleta, Clique AGORA no botão abaixo:

facebook victor simoes
instagram victor simoes

Tags: |

Sobre o Autor

Nutricionista Victor Simoes
Nutricionista Victor Simoes

Nutricionista formado, CRN-3 63727. Bodybuilder, pós-graduado em Nutrição e Fisiologia aplicadas ao exercício físico e Publicitário.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Este site utiliza Cookies e Tecnologias para melhorar sua experiência. Ao utilizar nosso site BR da Nutrição, você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.