fbpx

Você já ouviu falar em SARMs?

Embora tenham sido descobertos em 1940, só recentemente houve aquele “boom!” sobre os benefícios estéticos que eles podem proporcionar.

Vamos conferir nesse artigo tudo sobre SARMs, o que é, se é seguro fazer o uso, se tem riscos, se é ilegal, efeitos colateriais, e muito mais.

Então, leia o artigo até o final para entender melhor.

Você já deve imaginar que a maioria dos atletas “de ponta” (bodybuilders, etc) fazem uso de hormônios né?!

Não só fisiculturistas, mas em qualquer esporte de alto rendimento há uso de fármacos visando melhora da performance e desempenho atlético.

Embora o uso, de fato, aumente a massa muscular do indivíduo, o uso de anabolizantes acarreta em diversos riscos para saúde, sem mencionar a possibilidade de um atleta ser banido de uma competição esportiva se pego no “doping”.

Talevz te interesse: “ROID Rage” (Efeito Colateral de EAs)

Mas e se houvesse um fármaco que pudesse ajudá-lo a ganhar músculos e força sem as desvantagens dos esteróides?

Alguns pesquisadores acreditam que uma categoria de fármacos chamados “moduladores seletivos do receptor de andrógeno” (SARMs) podem cumprir esse papel.

N.A: Claro, não podemos “endeusa-los”. Seu poder e eficácia não chega perto dos anabolizantes propriamente ditos. Mas, está “degrauzinho” abaixo e pode ajuda-lo a dar aquele “up” no seu condicionamento físico.

Bruno Rodrigo “BR”

Então, o que é SARMs; Eles podem realmente melhorar o desempenho atlético com segurança?

SARMs O Que É?

sarms o que é

SARMs o que é? Bom… vamos começar pelo o que eles NÃO são…

SARMs NÃO SÃO esteróides anabolizantes!

Trata-se de uma classe de fármacos que se ligam aos receptores androgênicos.

Eles foram descobertos no final da década de 1940 e, assim como os esteróides, os SARMs melhoram o desempenho atlético porque estimulam o anabolismo (aumentam a massa muscular e a força), além de facilitar a recuperação pós treino. [1]

SARMs é Ilegal?

Lá fora, a Agência Mundial Antidoping (WADA), baniu os SARMs dos esportes.

Aqui no Brasil, no entanto, ainda é liberado, pelo menos, seu comercio. Tanto é que você pode encontrar facilmente para comprar em lojas ou na internet (mercadolivre, etc)

Confira aqui o que a ANVISA respondeu ao Boletim ABCD sobre perguntas pertinentes a esse tema.

Embora ainda não haja evidências suficientes para considerar os SARMs uma alternativa segura aos esteróides, pesquisadores estão testando para possível uso no tratamento de uma variedade de outras condições.

O que é SARMs? Qual a Diferença com os Esteroides Anabolizantes?

o que é sarms diferença dos esteroides anabolizantes

SARMs são semelhantes aos esteróides, mas não são a mesma coisa. Ambos atuam ligando-se aos seus receptores de andrógenos e aumentando sua capacidade de crescimento muscular.

Mas os esteróides são poderosos (e perigosos)! Eles também podem afetar outras partes do corpo, levando a sérios efeitos colaterais como problemas na próstata e coração, perda de cabelo e acne.

Talvez te Interesse: DHT Alto (Efeito Colateral de EAs)

Os SARMs, no entanto, são considerados “seletivos” – eles têm como alvo os músculos sem desencadear essa mesma cadeia de reações e efeitos colaterais.

Eles também são tomados em forma de pílula, em vez de injetados de forma IM (intramuscular).

E qual a desvantagem? É que nenhum SARM foi aprovado para uso humano.

E também, o “resultado” (estético) não é o mesmo – sendo os SARMs bem inferiores quando comparados aos EAs (Esteroides Anabolizantes)

Nas últimas três décadas, os cientistas começaram a considerar seriamente o potencial dos SARMs para tratar doenças como Alzheimer, câncer, osteoporose, anemia, e outras condições.

Como falamos anteriormente, assim como os esteroides, os SARMs ligam-se aos receptores androgênicos.

A diferença dos SARMs para os esteroides é que estes se ligam aos receptores de andrógenos em todo o corpo; já os SARMs acabam se ligando a receptores em tecidos específicos.

Os benefícios dos SARMs

Os SARMs estão em desenvolvimento para o tratamento de doenças debilitantes crônicas, como as associadas ao envelhecimento.

Uma meta-análise de 2019 na Sexual Medicine Reviews concluiu que os SARMs têm “inúmeras aplicações clínicas possíveis” e têm o “potencial de revolucionar o tratamento de muitas doenças debilitantes”, mas que “estudos adicionais são atualmente necessários para determinar a segurança e eficácia destes medicamentos antes de serem aprovados para uso clínico. ”

Os SARMs também podem melhorar o colesterol “bom” e outros marcadores de saúde.

Talvez te Interesse: Cardarine Relato

Um efeito interessante dos SARMs é que eles aumentam a disponibilidade de testosterona biodisponível.

Isso é algo que muitas pessoas estão tentando alcançar, mas a chave é que realmente não sabemos, no entanto, quais os efeitos disso no longo prazo.

Os efeitos anabólicos dos SARMs nos ossos e músculos podem aumentar a resistência óssea e reduzir as quedas, tornando-os um tratamento promissor para a osteoporose sem os efeitos colaterais associados à TRT (Terapia de Reposição de Testosterona).[2]

Os SARMs são seguros? Quais os Efeitos Colaterais?

Embora os SARMs tenham se mostrado promissores em fornecer um efeito anabólico, não sendo relatado muitos efeitos colaterais prejudiciais, eles ainda não foram aprovados para uso.

A FDA divulgou um comunicado para destacar os perigos potenciais dos SARMs:

“Estamos preocupados com as empresas que comercializam produtos com ingredientes potencialmente perigosos. Os produtos que contêm moduladores seletivos do receptor androgênio, ou SARMs, não foram aprovados pelo FDA e estão associados a sérias questões de segurança, incluindo potencial para o aumento de risco de ataque cardíaco ou derrame e reações potencialmente fatais, como danos ao fígado”.

FDA – Food and Drug Administration

Um estudo de 2017 publicado na revista médica JAMA destacou a disponibilidade dos compostos via internet e descobriu que a maioria tinha outras substâncias, com apenas 52% contendo SARMs.

Em 2008, a WADA baniu e proibiu os SARMs (dentro e fora da competição) para todos os atletas.

Os SARMs estão listados na categoria de “Outros Agentes Anabólicos” na seção S1.2 da Lista Proibida da WADA, com exemplos incluindo ostarina, andarina e ligandrol.

Conclusão Sobre os SARMs

Embora esses moduladores androgenicos tenham se mostrado promissores em ajudar a preservar e promover massa muscular, a conclusão é que, por enquanto, os SARMs podem ser perigosos de se utilizar.

Ainda há carência de estudos feitos em humanos que utilizaram SARMs e esta ainda é uma área nebulosa na medicina.

O autor deste artigo, Bruno Rodrigo, treinador na BR da Nutrição, já fez uso da cardarine. Caso queira ler o artigo completo, clique aqui.

SARMs: O Que É? É Seguro Usar? Tem Riscos? 1 BR da Nutrição | Consultoria Fitness Online

Não tome SARMs sem antes consultar seu médico ou um responsável. Considere cuidadosamente os possíveis efeitos colaterais contra quaisquer benefícios.

SARMs: O Que É? É Seguro Usar? Tem Riscos? 2 BR da Nutrição | Consultoria Fitness Online

Ref.: https://www.menshealth.com/uk/building-muscle/a30197732/are-sarms-safe-complete-guide/
https://medshadow.org/are-sarms-safe-to-use/

Tags: | | |

Sobre o Autor

Bruno Rodrigo "BR" (da Nutrição)
Bruno Rodrigo "BR" (da Nutrição)

Bruno Rodrigo "BR", quando jovem, era um "gordinho" inseguro e só queria ter a tal "barriga tanquinho". Desde então, ele vem pesquisando sobre nutrição e exercício físico há mais de 11 anos. Morou por anos no Canada e lá se profissionalizou estudando a fundo as mais avançadas estratégias nutricionais. Fundou em 2019 a "BR da Nutrição", uma empresa especializada em emagrecimento e ganho de massa muscular que tem revolucionado e transformado a vida de milhares de pessoas. Hoje, sua missão é ajudar o máximo de pessoas possível a alcançarem o corpo que desejam, o peso ideal e a máxima saúde. Para saber mais sobre sua historia, clique aqui.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Este site utiliza Cookies e Tecnologias para melhorar sua experiência. Ao utilizar nosso site BR da Nutrição, você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.