fbpx

Você sabe qual a diferença entre Dieta x Reeducação Alimentar?

Muitas pessoas pensam que são a mesma coisa, mas apesar das semelhanças, dieta x reeducação alimentar são diferentes.

diferença entre dieta x reeducação alimentar
Qual a diferença: dieta x reeducação alimentar?

No desejo desesperado de emagrecer rapidamente e de forma fácil, muitas pessoas se iludem com dietas malucas que prometem “secar” vários ​​quilos em curto espaço de tempo.

Veja abaixo a história de um de nossos alunos, Fernando, que conseguiu emagrecer cerca de 20kg.

Contudo, foram necessário vários meses para se conquistar esse objetivo.

Lembre-se que você não ganhou gordura corporal do dia para noite. Da mesma forma, não perderá esse peso tão rápido. Essa é a diferença da Dieta x Reeducação Alimentar.

como perder 20kg
Clique na imagem acima e conheça a historia de Fernando, que conta como emagreceu 20 kg

Algumas dietas extremas, de fato, funcionam – aqueles que assumem os riscos podem perder um bom peso em um curto período de tempo.

Contudo, o problema dessas dietas radicais, que prometem resultados milagrosos, na maioria dos casos, são extremamente restritivas, nada saudáveis e levam ao conhecido “Efeito Sanfona” ou outros distúrbios alimentares (como a compulsão).

Veja mais: O que é Compulsão Alimentar

O “efeito sanfona” é o que acontece quando o corpo recupera todo o peso perdido logo após retornar aos antigos hábitos alimentares.

banner mec 2

O exemplo mais conhecido é o low carb.

Você até perde bastante peso no início. Porém, pelo fato de excluir ou diminuir ao máximo um macronutriente (no caso, o carboidrato), quando você volta a come-lo, tem-se um súbito aumento de peso.

A explicação para isso é que carboidratos seguram “água“. Quando você corta ou diminui esse macronutriente, você elimina rapidamente a retenção líquida do corpo. Além de esvaziar o glicogênio dos seus músculos.

Saiba Mais. O que é Glicogênio?

Mas, resumindo: Você elimina apenas líquido (retenção), e não gordura corporal.

dieta x reeducação alimentar. dieta restrita contribui para o efeito sanfona.
Dietas muito restritas contribuem para o efeito sanfona.

Dieta x Reeducação Alimentar. Outro fator que contribui para o efeito sanfona é o que fato de que dietas extremas com uma ingestão muito baixa em calorias, faz com que o corpo perceba que está recebendo menos alimento e entre num “modo de emergência“, diminuindo, assim, o metabolismo e usando menos energia.

Quando a dieta termina, o metabolismo, já acostumado a uma pequena ingestão de alimentos, começa a armazenar a energia extra em forma de gordura, fazendo com que o corpo recupere todo o peso perdido.

Dai que se origina o “metabolismo lento“.

No longo prazo, o corpo começa a criar uma especie de “resistência à perda de peso”, tornando o processo de emagrecimento cada vez mais difícil.

Portanto, aqueles que desejam um condicionamento físico saudável e duradouro devem deixar suas dietas de lado e investir na reeducação alimentar – o que também favorece a perda de peso, mas não prejudica a saúde e nem leva ao efeito sanfona.

botao 6
Clique no botão acima para saber mais

Diferenças Dieta x Reeducação Alimentar

A Reeducação Alimentar proporciona àqueles que aderem, certas habilidades para melhor escolher seus alimentos, de forma saudável, e assim, combater a obesidade e doenças crônicas.

Evidencias científicas sugerem que a dieta exerce um papel importante no desenvolvimento de doenças.

Dietas ricas em gorduras trans estão associados com enfermidades crônicas como diabetes, osteoporose, obesidade e doenças cardiovasculares.

dieta x reeducação alimentar. como influencia a taxa de obesidade em crianças.
Taxa de obesidade em crianças dobra na última década.

Infelizmente a taxa de obesidade em crianças e adolescentes quase dobrou comparado à década passada, e agora pode até ser considerada uma epidemia.

Afinal, é muito fácil hoje obter um alimento industrializado ou fast food. Você sequer precisa sair de casa ou mover-se ao supermercado.

Basta com apenas alguns toques no seu celular, um cupom de desconto do Ifood e pronto! Em poucos minutos a comida chegou até você, na sua casa.

Do lado contrário, felizmente, aumentou também o número de programas de emagrecimento buscando uma nação mais saudável.

É isso que fazemos aqui na BR da Nutrição, passando um conteúdo educativo para que você possa e saiba como se alimentar de forma correta.

Quando falamos em dieta, logo pensamos em sofrimento e muita restrição. Na tentativa de emagrecer, as pessoas aderem dietas malucas (da moda) que prometem ótimo resultados e em curto espaço de tempo.

Mas, será que realmente vale a pena? Será que existe outra solução para a perda de peso e qualidade de vida?

Embora as dietas tenham um prazo de validade limitado e são baseadas em um menu restrito, a reeducação alimentar é uma maneira de educar o cérebro a aprender a se alimentar melhor (de forma saudável), usando alimentos com inteligência, sem se privar daquilo que gosta e sem passar fome.

Na reeducação alimentar, a perda de peso ocorre sem sacrifícios e os quilos perdidos não retornam – uma vez que os hábitos alimentares são alterados de forma definitiva.

Esta é a melhor forma de emagrecer: você pode comer tudo, desde que respeite as quantidades permitidas. EQUILÍBRIO!

Além disso, enquanto dietas restritivas são pobres em nutrientes (pois se limitam a pouca variedade de alimentos) e prejudicam a saúde; a reeducação alimentar ajuda a aumentar a qualidade de vida, além de possibilitar maior flexibilidade de alimentos.

Como Iniciar uma Reeducação Alimentar?

Ao contrário das dietas, iniciar uma reeducação alimentar não é difícil e não exige muito esforço – você não precisa se privar de comer na rua ou de gastar dinheiro com comida, muito menos preparando receitas complicadas e caras.

dieta x reeducação alimentar. 3 dicas para emagrecer
Clique na imagem acima e baixe seu e-book gratuitamente

O processo consiste basicamente em entender quais alimentos são bons para o corpo, quais não são tão positivos e como encaixá-los no seu dia-a-dia da maneira correta – respeitando a quantidade ideal.

O primeiro passo é ter ciência dos seguintes quatro grupos alimentares. Eu vou defini-los como:

  1. A la Vontê (em francês que, traduzindo, significa “a vontade” porque “noiS é ChiRque“)
  2. De-Flash (alimentos que aceleram o metabolismo)
  3. Marromenos” (alimentos que devem ser usados com moderação)
  4. EXs (alimentos culpados por dificultar o processo de perda de peso)

N.A: Desculpem meu senso de humor. Mas, dessa forma, eu tenho certeza que você vai entender melhor (fora que, rir é uma das melhores coisas da vida, não é mesmo?!)

Estando consciente da diferença entre esses grupos alimentares, é possível montar um cardápio equilibrado que favoreça a perda de peso e saudável ao mesmo tempo.

Além de oferecer ao nosso corpo todos os nutrientes do qual ele precisa para se manter funcionando em alta performance.

Reeducação Alimentar: Explicando os Grupos

  • 1. A la Vontê: Esses são os principais, os alimentos-chave para uma alimentação saudável, e que não devem ser deixados de fora da sua rotina alimentar.

Eles contribuem para o emagrecimento e seu consumo é liberado (ou seja, a la vontê “a vontade”).

tenor1
“pode comer” YESS!!

Exemplos desse grupo:

  • legumes e vegetais,
  • verduras,
  • cogumelos,
  • aves
  • carnes magras (filé mignon, patinho, paleta bovina, entre outros),
  • ovos,
  • peixes

Esses alimentos podem (e DEVEM) ser inseridos em todas as refeições – na quantidade necessária para obter maior saciedade.

Já falamos da importância das proteínas, veja mais aqui: Tudo Sobre Proteínas.

  • 2. De-Flash: São aqueles responsáveis ​​por acelerar o metabolismo, favorecem a perda de peso e devem ser utilizados pelo menos uma vez ao dia.
dieta x reeducação alimentar. Alimentos que aceleram o metabolismo
Alimentos que aceleram o metabolismo

Exemplos:

  • gengibre,
  • café (sem açúcar),
  • canela,
  • guaraná em pó,
  • pimenta,
  • chá mate
  • chá verde

Já falamos do poder da cafeína. Tanto o nosso pretinho (café 😍), quanto o guaraná em pó, e os chás, possuem alguma quantidade de cafeína que contribui para o emagrecimento e combate a retenção líquida.

Veja Mais: Café Emagrece?

  • 3. “Marromenos“: Como o nome sugere, esses alimentos são bons? “marromenos”… eles devem ser usados ​​com Moderação.
mais ou menos

Seu consumo não é totalmente liberado, mas também não é proibido. Além disso, por serem ricos em vitaminas e minerais, é fundamental que sejam incorporados à dieta.

Exemplos:

  • raízes,
  • cereais,
  • oleaginosas (nozes, castanhas, amendoim, entre outros),
  • frutas,
  • óleos,
  • azeite
  • 4. EXs: Assim como todo “bom” ex-namorado(a), este grupo de alimentos são os culpados por dificultar o processo de perda de peso. Devem ser evitados sempre que possível.

No entanto, o consumo não é proibido. Pode-se comê-los em quantidade limitada para que não interfira no restante dos alimentos. (Sem pensar besteira hein?!)

tenor2

Exemplos:

  • pães,
  • massas,
  • farinhas,
  • bolos,
  • açúcar,
  • temperos e molhos prontos,
  • bebidas alcoólicas,
  • refrigerantes,
  • doces (em geral)
  • fast foods

Dieta x Reeducação Alimentar: Como Definir o Cardápio

cardapio para reeducação alimentar x dieta

Não existe uma forma correta de montar um menu/cardápio para reeducação alimentar.

Como o objetivo é manter uma alimentação prazerosa e sustentável ao longo da vida, é importante que cada pessoa estipule o que come, para que as refeições se tornem um momento agradável.

Mas você deve respeitar a quantidade estipulada de cada grupo de alimentos e variar os tipos de alimentos diariamente.

Assim, é possível consumir uma quantidade maior de nutrientes, além do processo não ficar enjoativo.

Definição de DIETA

planejamento alimentar. dieta x reeducação alimentar
Caso queira uma sugestão alimentar personalizada, clique na imagem acima.

Elas, em geral, consistem em uma diminuição da ingestão alimentar/calórica e exclusão de uma série de alimentos.

Com ela não temos uma alimentação completa, balanceada e saudável. Passamos fome e temos vontade de comer aquilo que gostamos.

Além de gerar situações de ansiedade, estresse, alterações de humor e culpa.

As dietas podem, inclusive, levar ao surgimento de transtornos alimentares.

O mais atual hoje é conhecido por “Compulsão Alimentar“, onde a pessoa sente uma fonte incontrolável e não consegue parar de comer.

Com as dieta, o indivíduo consegue emagrecer por um certo período se restringindo, mas ao final, acaba retornando ao peso perdido e, em alguns, casos até mais que antes.

Isso acontece porque o metabolismo já está lento devido à restrição somado a fome demasiada.

Todo peso que perdemos com a dieta restritiva é recuperado ao seu término, afinal ninguém consegue se manter em restrição a vida toda.

O organismo percebe a menor ingestão e passa a se defender desacelerando o metabolismo e estocando grande parte do que ingerimos, tornando o emagrecimento cada vez mais complicado.

Reeducação Alimentar

dicas para emagrecer com reeducação alimentar

Dieta x Reeducação Alimentar. Enquanto as dietas têm um prazo de validade, a reeducação alimentar é para a vida toda, um estilo de vida.

Consiste em usar os alimentos de forma inteligente e saudável, sem se privar e passar fome.

A perda de peso acontece sem sacrifícios e, sim, podemos comer de tudo, contanto que seja nas quantidades permitidas. Com EQUILÍBRIO!

Reeducação alimentar consiste em aprender a se alimentar de forma correta, saber dosar, ter boas escolhas e substituir um alimento pouco nutritivo por alternativas mais completas.

Por exemplo, nela trocamos as frituras por preparações assadas e grelhadas. Adicionamos frutas, legumes, verduras; Substituímos os refinados por integrais e por aí vai.

Saiba Mais: As 7 Melhores Frutas Para Emagrecer

Dieta x Reeducação Alimentar

Evidências científicas sugerem que os problemas de saúde relacionadas a nutrição podem ser afetadas positivamente com a prática apropriada da reeducação alimentar.

Neste estudo você poderá ver como a educação alimentar e nutricional em grupo para o tratamento de obesidade em mulheres teve impacto na família em geral como uma estratégia de saúde.

Dieta x Reeducação Alimentar. Os benefícios diretos da reeducação alimentar incluem a mudança de hábitos através do aprendizado de comportamentos associados mais saudáveis.

Como por exemplo, de forma específica, para doenças cardíacas, inclui-se a diminuição da ingestão de sódio (preparar alimentos com menos sal), menor consumo de gordura saturadas, maior ingestão de carboidratos complexos e controle/manutenção de peso.

Dieta x Reeducação Alimentar: ESTRATÉGIAS

dieta x reeducação alimentar quais estrategias usar
Saiba agora como estrategiar sua alimentação de forma saudável. Créditos da Imagem: dominnuscomunicacao.com.br

A reeducação alimentar pode contribuir para o combate à obesidade adotando algumas estratégias alimentares, como por exemplo:

  • reduzindo a ingestão de gorduras e calorias;
  • aumentar a ingestão de fibras, carboidratos complexos, frutas e vegetais;
  • a leitura do rótulo nutricional de cada alimento para você ver as quantidades de macronutrientes e sua composição.
  • Técnicas de preparo da comida (evitar usar óleo de canola por exemplo, e optar por azeites);
  • orientações dietéticas e planejamento de refeições. É interessante você já ter um cardápio pré-estabelecido a fim de que não se auto-sabote e consuma alimentos industrializados, preparados de forma rápida (fast foods).

Dieta x Reeducação Alimentar. A educação nutricional pode contribuir diretamente, também, na redução dos gastos ($$) com os alimentos.

Devido ao planejamento das refeições, talvez habilidades de jardinagem doméstica (ter sua própria horta, pé de alface, etc).

Hoje em dia é muito fácil aprender a fazer esse tipo de coisa e ter no quintal da sua casa), além da diminuição do consumo de lanches, pizzas, que custam caro comparado à uma alimentação saudável.

Já de forma indireta, a reeducação alimentar pode melhorar de forma positiva a vida de uma pessoa.

Sua qualidade de vida aumentará devido à maior energia disponível pela alimentação saudável, mais força e maior resistência (melhora do sistema imunológico) e menos doenças.

A educação nutricional pode melhorar indiretamente sua auto-imagem, confiança e auto-estima.

Melhorando também a sensação de bem-estar consigo mesmo, além da sua aparência mais esbelta através do controle de peso, e deixar-lhe mais motivado a seguir com o plano alimentar.

Sendo assim, tendo em vista todo o exposto, os benéficos; Seja inteligente, aprenda como se alimentar de uma forma mais saudável e desfrute das vantagens!

botao 44
Clique no botão acima para saber mais

Espero que você tenha gostado desse artigo. Diferente dos demais, puxei um pouco na brincadeira e no humor (vide o nome dos grupos alimentares).

Se você gostou desse modo de escrita, deixe nos comentários.

Com amor, BR.

banner jornada do emagrecimento 2

Tags: |

Sobre o Autor

Bruno Rodrigo "BR" (da Nutrição)
Bruno Rodrigo "BR" (da Nutrição)

Bruno Rodrigo "BR", quando jovem, era um "gordinho" inseguro e só queria ter a tal "barriga tanquinho". Desde então, ele vem pesquisando sobre nutrição e exercício físico há mais de 11 anos. Morou por anos no Canada e lá se profissionalizou estudando a fundo as mais avançadas estratégias nutricionais. Fundou em 2019 a "BR da Nutrição", uma empresa especializada em emagrecimento e ganho de massa muscular que tem revolucionado e transformado a vida de milhares de pessoas. Hoje, sua missão é ajudar o máximo de pessoas possível a alcançarem o corpo que desejam, o peso ideal e a máxima saúde. Para saber mais sobre sua historia, clique aqui.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Solicitar exportação de dados

Utilize este formulário para solicitar uma cópia dos seus dados neste site.

Solicitar remoção de dados

Utilize este formulário para solicitar a remoção dos seus dados neste site.