fbpx

Neste artigo você conhecerá mais sobre a diverticulite alimentação ideal.

Como fazer uma dieta apropriada para essa condição; além do chá mais indicado e saber em detalhes os sintomas e o que é.

Descubra agora um plano de dieta de diverticulite alimentação para aliviar seus sintomas e melhorar sua saúde!

Trabalhe com seu médico e nutricionista para criar uma dieta de diverticulite alimentação para controlar a doença.

A diverticulite pode ter afetado você inesperadamente. Pode ser uma condição muito desconfortável, com sintomas que incluem dor de estômago, náuseas, dor abdominal e até prisão de ventre.

Para melhor controlar essa condição:

  • Aprenda mais sobre a diverticulite alimentação sobre o que comer que pode ajudar a evitar uma crise
  • Entenda os protocolos caso sua doença se torne “ativa”
  • Incorpore essas recomendações específicas em sua rotina diária e alimentação

A diverticulite é uma das condições gastrointestinais (GI) mais comuns.

Segundo o portal de notícias BBC e a OMS, há uma prevalência de 30% dessa doença entre pessoas com 60 anos e de 65% com mais de 80 anos.[1]

Só nos EUA, a doença afeta mais de 2,5 milhões de pessoas. Fora outros casos que podem ser desconhecidos devido à falta de sintomas.

Embora possa ser difícil de diagnosticar, os médicos usam tomografias computadorizadas e outros testes de laboratório para identificar a condição.

Diverticulite O Que É?

A diverticulite é a forma ativa de diverticulose. Muitas pessoas vivem anos com diverticulose sem nunca apresentar sintomas.

A diverticulose é diagnosticada quando pequenas bolsas se formam no revestimento do sistema digestivo, conhecidas como divertículos.

Essas bolsas se desenvolvem em pontos fracos do sistema digestivo e, com o tempo, eles empurram as paredes do estomago podendo ficar inflamados e infeccionados.

Diverticulite Sintomas

Embora a diverticulose não apresente sintomas, existem sinais de alerta claros de diverticulite: [2]

  • Febre
  • Arrepios
  • Nausea e vomito
  • Micção frequente
  • Perda de apetite
  • Constipação
  • Diarréia
  • Inchaço
  • Sangramento retal

Embora alguns desses sintomas podem se sobrepor a outros problemas gastrointestinais, incluindo úlceras pépticas e síndrome do intestino irritável, consulte seu médico se tiver algum desses sintomas e os fatores de risco se aplicarem a você.

sintomas de diverticulite

O Que Causa Diverticulite? Fatores de risco

Logo abaixo você poderá observar o que causa diverticulite.

São 5 causas comuns e principais que acometem a maioria das pessoas.

A boa notícia é que com algumas modificações no seu estilo de vida, como por exemplo na alimentação, podemos tratar e amenizar os sintomas da diverticulite.

Obesidade

Ter um IMC acima de 30 é considerado excesso de peso.

Um estudo realizado pela American Gastroenterological Association descobriu que os pacientes considerados com sobrepeso / obesos eram muito mais propensos a apresentar crise dessa doença.

Veja Como Calcular Seu IMC Aqui

Dieta rica em carne vermelha

O consumo de uma dieta rica em carne vermelha está associado a maior gordura corporal e ganho de peso.

Aqueles que consomem uma dieta composta principalmente de carne vermelha têm 58% mais chances de desenvolver diverticulite, em comparação com aqueles que não o fazem.

Sedentarismo

O exercício físico diminui o risco dessa condição, diminuindo a constipação e liberando a pressão do sistema digestivo.

Quando há muita pressão no sistema digestivo, é mais provável que pequenas bolsas se formem – dando origem a essa condição.

Dieta pobre em fibras

Uma dieta rica em fibras demonstrou ajudar na digestão, ajudando a regular os movimentos intestinais.

Quanto mais você vai ao banheiro, menos pressão em seu sistema digestivo, diminuindo o risco de desenvolver diverticulite.

Veja também: O Que é Fibra Alimentar?

Idade

Conforme você envelhece, o tecido conjuntivo no revestimento do sistema digestivo enfraquece, resultando em maior risco de desenvolver bolsas que podem se romper e inflamar.

Quando ocorre um episodio de diverticulite, você pode sentir fortes dores abdominais, febre, náuseas e uma mudança nos hábitos intestinais.

Os casos leves podem ser tratados com dieta, repouso e antibióticos.

Já casos graves podem exigir cirurgia.

Cerca de 75% dos casos são considerados leves e podem ser tratados facilmente com mudanças no estilo de vida.

Se essa condição não for tratada, podem ocorrer complicações, incluindo perfurações, abscessos, obstruções e fístula, no sistema digestivo.

Os impactos de longo prazo incluem sepse (infecção sistêmica).

Diverticulite Tratamento

O tratamento da diverticulite depende da gravidade dos seus sintomas.

Seu médico provavelmente usará tomografias computadorizadas e outros testes de laboratório para diagnosticar sua condição.

Os casos leves de diverticulite são tratados com modificações na dieta (alimentação) e antibióticos.

Os casos graves requerem atenção médica imediata, às vezes resultando em cirurgia.

Para casos leves, o tratamento é projetado para aliviar o estresse no sistema digestivo, o que dá ao corpo tempo para descansar e se recuperar.

Os sintomas devem melhorar em 2-3 dias.

As decisões de tratamento irão progredir dependendo de seus sintomas específicos.

Vamos compartilhar dicas rápidas para o tratamento da diverticulite logo abaixo. Confira…

Progressão do tratamento para Diverticulite Alimentação

  1. Dia 1: Jejum. Evite comer por algumas horas. Experimente pular o café da manhã.
  2. Dieta de líquidos claros. Comece a incorporar caldos & sopas, gelatina, beba bastante água, suco de maçã e chás por alguns dias.
  3. Dieta de alimentos leve. Quando começar a se sentir melhor adicione iogurte, purê de maçã, arroz, banana, fruta sem casca.
  4. Retorno à dieta regular. Você deve se sentir melhor em alguns dias. É quando você pode retornar lentamente a uma dieta regular.

* NOTA IMPORTANTE: se a qualquer momento surgir febre ou aumentar a dor abdominal, entre em contato com o seu médico. Esses sintomas são sinais de complicações mais adversas.

Diverticulite Dieta: O que comer para prevenir essa condição? Alimentos PERMITIDOS

diverticulite alimentação

Uma crise de diverticulite pode ocorrer quando a pressão em seu sistema digestivo está muito alta (prisão de ventre).

Para evitar a constipação, consuma uma dieta saudável de alta qualidade, que consiste em proteínas magras e um alto teor de fibras.

Abaixo estão algumas dicas para te ajudar com a diverticulite alimentação:

Proteína magra: Consumir carnes com baixo teor de gordura ajuda na perda de peso e mantém você se sentindo saciado por mais tempo.
Carnes vermelhas magras, Frango, peixe branco, proteínas vegetais (soja)
Fibras: A fibra insolúvel adiciona volume às fezes e aumenta a velocidade com que os alimentos passam pelo estômago e intestinos, ajudando a prevenir a constipação.
Grãos integrais, arroz integral, cereais fortificados, quinoa
Legumes e Vegetais são ricos em fibras, auxiliando na digestão.
Folhas verdes, ervilhas, abóbora, batata doce
Frutas: ricas em fibras ajudam a aliviar a constipação e aumentar a imunidade.
Peras, maçãs, laranjas, ameixas
Gorduras saudáveis: A gordura é uma necessidade biológica e auxilia na produção dos seus hormônios.

Ajuda também na absorção de vitaminas, melhora a saúde do coração e a função cerebral.
Abacate, pasta de amendoim, azeite de oliva extravirgem.

Chá Para Diverticulite

Chás com efeitos antiinflamatórios – como a camomila, podem ajudar a amenizar os efeitos negativos da diverticulite.

O acúmulo de gases é um sintoma comum dessa condição e pode facilmente causar inchaço e cólicas.

Assim, chá para diverticulite indicado nesse caso seria o de gengibre, hortelã e erva-doce. Vão ajudar a aliviar os gases intestinais ou as cólicas e náuseas associadas a eles.

Alimentação para Diverticulite: Quais alimentos EVITAR?

Certos alimentos podem irritar o revestimento digestivo e causar dor e desconforto.

Esses alimentos são específicos para cada caso, por isso é importante estar atento aos alimentos específicos que podem causar efeitos negativos em você.

Caso precise de ajuda em como montar seu cardápio para diverticulite, clique aqui.

Evite alimentos de difícil digestão, para que esses itens não fiquem presos em seus divertículos (bolsas).

Alimentos a evitar:

Sementes

Sementes de chia, linhaça e de gergelim podem ficar presas nos divertículos.

Vegetais crus

Os vegetais podem ser mais difíceis de digerir porque a fibra insolúvel está totalmente intacta e pode aumentar a dor e o desconforto.

Portanto, cozinhar seus vegetais ajudará seu corpo a quebrar as fibras mais facilmente.

Alimentos picantes

Alimentos apimentados podem causar inflamação intestinal, resultando em vômitos e diarreia.

É melhor evitar esses tipos de alimentos para que os sintomas da diverticulite não piorem.

Vegetais crucíferos

Vegetais ricos em fibras, como brócolis e repolho, podem ser difíceis de digerir. Comê-los pode causar gases e inchaço.

Derivados do leite

Pessoas com diverticulite podem não digerir bem a lactose.

Mesmo as pessoas que não são intolerantes à lactose podem se sentir inchadas, ter gases e certa inflamação ao comer e beber produtos como leite, queijos e iogurtes.

Fast foods e Alimentos Gordurosos

Alimentos fritos com alto teor de gordura estimulam em excesso o sistema digestivo e causam inflamação, resultando em refluxo ácido que pode piorar os sintomas da diverticulite.

Álcool

O consumo de álcool aumenta em 2 ou 3 vezes o risco de desenvolver essa condição.

Pesquisadores acreditam que a condição pode estar ligada ao álcool devido à diminuição da motilidade intestinal.

Diferença entre Diverticulose e Diverticulite

  1. Diverticulose (sintomas inativos): Durante esta fase, os sintomas não estão presentes e é importante seguir uma dieta rica em fibras que não cause inflamação e prisão de ventre.

Alimentos ricos em fibras:

  • Grãos inteiros
  • arroz integral
  • Batatas
  • Brócolis
  • couve de Bruxelas
  • Repolho
  • Couve-flor
  • Folhas verdes

2. Diverticulite (sintomas ativos) Durante esta fase, os sintomas estão ativos, resultando em desconforto, inflamação e infecções. Consumir uma dieta pobre em fibras permite que seu sistema digestivo se regenere.

Alimentos com baixo teor de fibras:

  • Pão branco sem nozes ou sementes
  • arroz branco
  • Legumes cozidos sem pele ou sementes
  • Laranjas
  • Melancia
  • Ovos
  • Aves
  • Laticínios

Diverticulite Dieta De Líquidos Claros: Quando devo consumir?

Casos mais leves podem ser tratados com terapia nutricional.

Primeiro, é provável que seu médico use tomografias computadorizadas e outros testes de laboratório para diagnosticar sua condição.

Geralmente, a primeira etapa do processo começa com uma dieta de líquidos claros.

Uma dieta de líquidos claros para diverticulite é um protocolo com indicação médica para condições gastrointestinais graves.

Esta dieta de líquidos claros é uma solução temporária que dá ao seu sistema digestivo a chance de descansar e se recuperar.

O objetivo é manter o corpo hidratado e, ao mesmo tempo, fornecer os nutrientes de que você precisa.

A dieta de líquidos claros para diverticulite pode ser útil por um ou dois dias;

Nós da BR da Nutrição estaremos com você para traçar um plano e fazer transição correta da dieta de líquidos claros assim que seus sintomas passarem.

Se porventura você também tiver diabetes, consulte um nutricionista especialista em diverticulite, para que possamos garantir que seu corpo receba a quantidade certa de carboidratos e possamos ajudá-lo a monitorar o açúcar no sangue (glicemia).

Como Fazer uma dieta de líquidos claros para diverticulite

  • Caldos e Sopas
  • Sucos de frutas (sem polpa; como maçã, cranberry ou uva; sucos cítricos coados)
  • Gelatina
  • Água
  • Mel
  • Café ou chá (sem leite)
  • Bebidas esportivas claras (Gatorade, por exemplo)
  • Picolés simples

Cardapio Para Diverticulite: Dieta de líquidos claros

Um dia típico em uma dieta de líquidos claros de diverticulite pode ser semelhante ao seguinte:

Café da manhã

  • 1 tigela de gelatina
  • 1 suco de fruta sem polpa
  • 1 xícara de café sem leite (adoce com açúcar ou mel)

Lanche da Manhã

  • 1 suco de fruta sem polpa
  • 1 tigela de gelatina

Almoço

  • 1 suco de fruta sem polpa
  • água
  • 1 xícara de caldo
  • 1 tigela de gelatina

Lanche da Tarde

  • 1 picolé sem polpa
  • 1 xícara de chá

Jantar

  • 1 suco de fruta sem polpa
  • 1 tigela de gelatina
  • 1 xícara de chá
  • 1 xícara de caldo

O que é uma dieta “baixa em resíduos” para diverticulite? (ou dieta pobre em fibras)

Se você aplicou a dieta de líquidos claros citada anteriormente, já deve ter melhorado a situação do seu sistema digestivo.

Quando estiver se sentindo bem, recomendamos a transição para uma dieta de diverticulite de baixo resíduo (ou dieta pobre em fibras).

Esse tipo de dieta consiste em comer alimentos com baixo teor de fibras que seu corpo possa digerir facilmente.

Pense em “baixo resíduo” como algo suave para o sistema digestivo.

Alimentos com baixo resíduo e pobre em fibras incluem:

  • Frutas enlatadas ou cozidas sem casca ou sementes
  • Legumes enlatados ou cozidos sem casca
  • Ovos, peixes e aves
  • Pão branco refinado
  • Suco de frutas e vegetais sem polpa
  • Cereal com baixo teor de fibra
  • Leite, iogurte e queijo
  • Arroz branco, macarrão

Quem tem diverticulite pode comer milho, pipoca ou castanhas?

Sim! Embora não seja recomendado seu consumo, Este estudo mostrou que não há “nenhum risco aumentado de doença diverticular ou suas complicações associadas ao consumo de milho, pipoca e castanhas (havendo até redução do risco com os dois últimos)”.

Leite faz mal para diverticulite?

Consuma os seguintes laticínios permitidos numa dieta para diverticulite alimentação: Leite de vaca, leite sem lactose, leite de soja e leite de arroz. Outros laticínios como Iogurte, queijo cottage e sorvete também são permitidos.

Vou poder comer minhas comidas favoritas novamente algum dia?

Sim, você deve ser capaz. A menos que você tenha uma condição rara, seu sistema gastrointestinal deve ser capaz de tolerar a maioria dos alimentos dentro de algumas semanas após um surto ou “ataque” de diverticulite.

Você pode optar por evitar alimentos que causam problemas graves para o seu corpo, como sementes inteiras.

Sua dieta de diverticulite alimentação deve sempre dar a sensação de que você está no controle de sua rotina e de suas escolhas alimentares.

Mesmo depois de uma crise, faça o possível para não ter medo da comida! Nós podemos ajudar!

Ficou alguma dúvida? Entre em Contato! 

Adoraríamos conhecê-lo! Envie sua pergunta diretamente para nossa equipe.

Nossos nutricionistas criam planos personalizados de diverticulite alimentação para ajudá-lo a gerenciar seus problemas gastrointestinais. 

Nossa experiência inclui: diverticulite & diverticulose, dieta “pobre em resíduos” e dietas ricas e pobres em fibras (quando apropriado sua aplicação, a depender de caso a  caso).

"Ajudamos centenas de clientes a controlar seus sintomas de diverticulite alimentação. Sabemos como pode ser difícil dar o primeiro passo. Esperamos que você nos permita ajudá-lo a enfrentar seus problemas de saúde juntos "

Tags: | | | | |

Sobre o Autor

Bruno Rodrigo "BR" (da Nutrição)
Bruno Rodrigo "BR" (da Nutrição)

Bruno Rodrigo "BR", quando jovem, era um "gordinho" inseguro e só queria ter a tal "barriga tanquinho". Desde então, ele vem pesquisando sobre nutrição e exercício físico há mais de 11 anos. Morou por anos no Canada e lá se profissionalizou estudando a fundo as mais avançadas estratégias nutricionais. Fundou em 2019 a "BR da Nutrição", uma empresa especializada em emagrecimento e ganho de massa muscular que tem revolucionado e transformado a vida de milhares de pessoas. Hoje, sua missão é ajudar o máximo de pessoas possível a alcançarem o corpo que desejam, o peso ideal e a máxima saúde. Para saber mais sobre sua historia, clique aqui.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Solicitar exportação de dados

Utilize este formulário para solicitar uma cópia dos seus dados neste site.

Solicitar remoção de dados

Utilize este formulário para solicitar a remoção dos seus dados neste site.